top of page

Como a Inteligência Artificial pode ajudar os Departamentos Jurídicos

Mesmo já passando da metade do ano de 2023, é inegável que a sensação de incerteza que permeia o ambiente é similar à do ano passado. Seja pela economia global, inflação em ascensão, os conflitos persistentes, revoluções tecnológicas, entre outros fatores, à medida que essas tensões se intensificam, as empresas e seus departamentos jurídicos, que estão no cerne dessas questões, se veem na linha de frente para lidar com as consequências crescentes.

A instabilidade econômica e a velocidade acelerada das mudanças de mercado, requer trabalho dobrado e isso recai sobre o departamento jurídico que, em meio à tanta volatilidade, busca cada vez mais por orientação estratégica para suas equipes jurídicas.


No entanto, mesmo com a demanda por lidar com questões cada vez mais complexas, os departamentos jurídicos também estão sob pressão para fazer isso com um orçamento reduzido.


Diante desses desafios abrangentes, a Inteligência Artificial (IA) tornou-se uma necessidade para as empresas que precisam fazer mais com a mesma quantidade de recursos. Com IA avançada que pode automatizar tarefas legais rotineiras, como negociação e gerenciamento de contratos, as equipes jurídicas internas podem não apenas se manter resilientes diante da incerteza econômica, mas também lucrativas.


IA para redigir e revisar contratos


Os contratos são a espinha dorsal de qualquer negócio. Eles estabelecem as relações fundamentais que uma empresa tem com seus funcionários, fornecedores e stakeholders. No entanto, grande parte do tempo e dos recursos de qualquer departamento jurídico está vinculado a tarefas importantes, mas altamente repetitivas e rotineiras, como o gerenciamento desses contratos. De vendas a compras e RH, todas as facetas de um negócio interagem com contratos diariamente, seja pesquisando e revisando os termos contratuais existentes ou gerando novos acordos. A redação desses contratos geralmente é altamente padronizada, mas um pequeno erro ou desvio na redação da cláusula pode ter grandes implicações comerciais, o que significa que os departamentos jurídicos são normalmente forçados a redigir e revisar manualmente cada contrato.


As inúmeras ineficiências associadas à contratação resultam com muita frequência em gargalos e atrasos no processo comercial. De acordo com uma pesquisa da EY Law e da Harvard Law School, mais da metade dos líderes empresariais acredita que a contratação ineficiente levou à perda de negócios. Isso reforça a reputação dos departamentos jurídicos de serem um “centro de custos” corporativo.


Diante de pressões econômicas e de tempo significativas, a capacidade da IA de automatizar a revisão desses documentos, destacando informações importantes para os advogados analisarem e agirem, pode transformar os departamentos jurídicos em geradores de valor.

Homem de terno apertando a mão de outro homem que parece ser uma inteligência artificial

Mesmo com a IA, os advogados são essenciais


No entanto, devemos ter cuidado para não considerar a IA uma solução para todos os problemas. A IA é ideal para trazer à tona informações importantes e lidar com as tarefas rotineiras que frequentemente ocupam tanto tempo dos advogados, respondendo a perguntas como: Existe uma cláusula de limitação de responsabilidade adequada em todos os contratos assinados? A redação de uma determinada cláusula corresponde aos nossos acordos internos anteriores?


Mas questões complexas sempre exigirão a experiência e o conhecimento dos advogados. E outros trabalhos, como projetos de propriedade intelectual (PI) e questões complexas de litígio, quase sempre exigirão a experiência especializada de advogados externos altamente qualificados. Dessa forma, é improvável que o relacionamento tradicional entre departamentos jurídicos internos e escritórios de advocacia mude drasticamente. Afinal, é uma verdade simples que a IA não pode fazer tudo: habilidades jurídicas essenciais, como a aplicação do pensamento crítico, criativo e estratégico aos casos, nunca serão substituídas pela IA. Mas o que as empresas precisam é que suas equipes jurídicas concentrem esse conhecimento no trabalho que agrega mais valor. E a IA pode ser a chave para liberar as equipes jurídicas para fazer exatamente isso.


IA além do Hype


No entanto, com o considerável hype da mídia em torno da IA, os líderes de negócios que buscam obter seus benefícios em seus departamentos jurídicos podem encontrar desafios iniciais ao navegar nesse mercado em expansão. A perspectiva de avaliar o que é IA “real” pode ser assustadora, principalmente em parte devido à inegável eficácia do termo como um termo de marketing. Quando procuram um software de IA, as organizações podem fazer algumas perguntas importantes: a IA pode ser implantada instantaneamente sem configuração demorada ou treinamento de máquina? Ele pode escalar e manter os mais altos níveis de segurança? Ele pode lidar automaticamente com diferentes idiomas ou terminologias? Posso ensinar novos conceitos e ideias com o aprendizado simples de apontar e clicar? Se as respostas forem “sim”, as empresas devem estar confiantes em avançar com a implementação.


Obviamente, com a capacidade comprovada da IA de economizar custos e tempo, as empresas inevitavelmente procurarão estender essa tecnologia além da função legal. Com todas as funções de negócios interagindo com contratos, o potencial de economia de custos da tecnologia de automação de processos jurídicos com IA parece ilimitado.


Agora, mais do que nunca, os departamentos jurídicos terão a confiança de suas organizações para aconselhamento especializado e estratégico. Essas equipes não podem se dar ao luxo de serem centros de custos. Com a IA acelerando o trabalho jurídico tradicionalmente intensivo em recursos e rotineiro, os advogados poderão se concentrar no trabalho que agrega mais valor. Apesar dos desafios impostos pelo complexo ambiente de negócios atual, o surgimento da tecnologia de IA significa que os departamentos jurídicos nunca estiveram tão bem posicionados para gerar o máximo de lucratividade para suas organizações.


Se você está interessado em discutir mais sobre esse assunto ou explorar como a inovação pode impulsionar seu escritório jurídico ou departamento jurídico, entre em contato conosco.


Somos beta. Somos BetaHauss 🚀



46 visualizações0 comentário
bottom of page